PSICOSE, DE ROBERT BLOCH

Autor: ROBERT  BLOCH

Editora: DARKSIDE BOOKS

Assunto: Suspense

Ano: 2013

Número de Páginas: 240

SINOPSE:

‘Psicose’ de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas. Em ‘Psicose’, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, assim com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror.

RESENHA: 

Essa incrível obra de Robert Bloch, inspirou o grande clássico de suspense Psicose, dirigido pelo Hitchcock.

Depois que o livro saiu na década de 50, Hitchcock soube na hora que seria um enorme sucesso, então decidiu fazer seu filme. Fez tanto sucesso que até hoje é lembrado – e conhecido – com “a cena do chuveiro”.

A estória conta com o protagonista Norman Bates, um homem de meia idade que gostava bastante de ler e comandava os trabalhos do velho hotel da família Bates. Hotel esse, que fica numa estrada onde poucos carros passam. A estrada é tão pouca movimentada, que os quartos do hotel viviam quase sempre vazios.

Mas Norman não vivia sozinho, tinha a companhia da amada, mas ao mesmo tempo chata, de sua mãe, que só vivia tratando ele como um pequeno garoto bobo.

Na outra parte da estória, temos uma secretária chamada Mary. Uma mulher que tinha um esposo que visitava ela de vez enquanto porque ele morava em outra cidade. Certo dia, o chefe de Mary, pede para ela depositar 40 mil dólares no banco, mas ela acaba roubando esse dinheiro e decide sair da cidade para ir até a cidade onde seu esposo morava. Depois de passar por algumas cidades no meio do caminho, ela acaba se perdendo da rota, e acaba na estrada pouca movimentada onde o Hotel Bates ficava. Era noite e chovia bastante, então Mary decide passar a noite e descansar, e só pela manhã chegar  na casa do seu esposo.

Mas acaba acontecendo algo terrível, e ela fica desaparecida. A partir daí sua irmã e marido, decidem pedir ajuda para tentar acha-la e descobrir o que tinha acontecido.

O livro é muito bem escrito, tem um ritmo que não cansa nem um pouco. Bloch realmente criou um dos melhores suspense da história da literatura. O livro é ótimo! Gostei bastante.

NOTA: 5 /5

Anúncios

Lançamento do livro “O Espadachim de Carvão e as Pontes de Puzur”, de Affonso Solano

Laçamento do livro “O Espadachim de Carvão e as Pontes de Puzur!” 

Ontem, dia 25/09/2015, aconteceu, no Recife, o lançamento do segundo livro do Espadachim de Carvão. A sessão de autógrafo aconteceu na Livraria Cultura, no Bairro do Recife Antigo, bairro esse muito conhecido por aqui.

Eu, particularmente, achei que não ia ter tantas pessoas, mas acabou enchendo a livraria com uma fila bem grande. Passei um pouco mais de três horas na fila para finalmente conhece-lo pessoalmente, comprimentá-lo, que autografasse meu livro e tira-se uma foto.

IMG_2367

IMG_2375

IMG_2380

Foi um ótimo dia, ainda mais por ter sido o primeiro autógrafo que pego. Gostei mais ainda por ter sido de um brasileiro que escreve fantasia!

IMG_2409

IMG_2406

Valeu muitooo a pena esperar tanto! Estou ansioso para começar a ler o segundo livro do mais querido espadachim brasileiro.

Affonso Solano foi muito simpático e com certeza merece o sucesso que está tendo.

IMG_2400 IMG_2401

 IMG_2414 IMG_2415

IMG_2418 IMG_2420

IMG_2424

 IMG_2427IMG_2426

IMG_2431

THE LAST MAN ON EARTH

Criado por Will Forte

País: EUA

Gênero: Comédia

Ano: 2015

Elenco:  Will Forte

Kristen Schaal

January Jones

Mel Rodriguez

SINOPSE: 

Phil Miller (Will Forte) era apenas um cara normal que amava sua família e odiava seu emprego no banco – agora ele parece ser a última alma viva do planeta e a última esperança da humanidade. Será que ele vai encontrar outra pessoa viva no planeta? Seria pedir demais encontrar uma mulher no mundo?

ANÁLISE:

A história foi criada por Will Forte, que também é o protagonista da série.

A série retrata um mundo que sofreu uma epidemia que matou todas as pessoas do planeta, exceto Phil Miller. Pelo menos era isso que ele achava. Phil roda os Estados Unidos inteiro, indo em cada estado a procura de uma pessoa viva. Mas não acha ninguém, então tem a certeza que só ele existia agora.

Ele começa a morar numa mansão de um astro (não lembro de que) e essa casa ficava na cidade onde ele nasceu. Sozinho no mundo, Phil decide fazer o que a maioria das pessoas gostaria de fazer se fosse a última pessoa viva: merda (não literalmente). Ele quebra várias coisas – loja por exemplo -, explode um carro de luxo, estaciona o carro onde quiser, pega tudo o que quer no supermercado, e come muitas besteiras, sempre. Phil também se divertia sozinho. E seus dias era assim, dia após dia.

Mas depois de alguns meses, ele não estava mais aguentando a solidão, pensava muito em um milagre, e esse milagre fosse uma bela mulher. Ela pede a Deus, e pergunta porque ele foi o “sortudo”. Também começa a falar com várias bolas que tinham rostos desenhados – igual ao naufrago.

Depois de não aguentar mais tanta solidão e bebidas alcoólicas, Phil decide tentar se matar, mas quando estava perto disso, ele vê uma fumaça ao longe. Corre em direção a fumaça torcendo que fosse uma mulher maravilhosa com quem iria começar a repopular o mundo. Mas não é bem isso que ele encontra.

Bem, a partir dai a série começa a ficar mais interessante, e muito engraçada. Se tornou uma das melhores séries de comédia para mim, é uma produção diferente.

É uma ótima comédia que lhe prende, e você quer continuar assistindo até o fim, para saber o que Phil vai aprontar (kkk). A cada episodio ele se supera nas besteiras que faz. Muito boa mesmo.

NOTA: 8,5

 

O ESPADACHIM DE CARVÃO, de AFFONSO SOLANO

Autor:  Affonso Solano

Editora: Casa da Palavra

Assunto: Fantasia

Ano: 2013

Número de Páginas: 256

SINOPSE:

Kurgala é um mundo abandonado por Quatro Deuses. Adapak é filho de um deles. E hoje ele está sendo caçado. Perseguido por um misterioso grupo de assassinos, o jovem de pele cor de carvão se vê obrigado a deixar a ilha sagrada onde cresceu e a desbravar um mundo hostil e repleto de criaturas exóticas. Munido de uma sabedoria ímpar, mas dotado de uma inocência rara, ele agora precisará colocar em prática todo o conhecimento que adquiriu em seu isolamento para descobrir quem são seus inimigos. Mesmo que isso possa comprometer alguns dos segredos mais antigos de Kurgala.

RESENHA:

A história se passa no mundo de Kurgala, que foi abandonado pelos Quatro Deuses. Adapak, um jovem rapaz de pele negra (cor de carvão), com olhos totalmente brancos, é filho de um dos Quatro Deuses, e agora  ele está sendo caçado por criaturas que está tentando matá-lo. Por conta disso, Adapak é obrigado a sair da ilha onde morra, para ir atrás de respostas. Ele não faz ideia do porque querem ele morto.

Ele nunca tinha saído da ilha, iria ter seu primeiro contado com o mundo “exterior”. Mas Adapak já tinha uma boa ideia do que iria ver fora do seu lar, isso porque durante sua infância e adolescência, ele leu muitos livros de aventura. E nos livros tinha quase tudo sobre as criaturas, pessoas e lugares.

O mundo de Kurgala é composta por vários tipos criaturas exóticas, que são compostos por três olhos, tentáculos, quatro braços, e cores como: vermelho, roxo, verde, etc. Pessoas e criaturas que viviam juntos, sem (ou não) problemas.

A história em diversos capítulos, volta no tempo, contando mais sobre Adapak, Kurgala e os Quatro Deuses. Fala também sobre o primeiro amor do Adapak. Um ponto forte.

Esse mundo fantástico criado por Affonso Solano, é incrível, apesar de você ficar confundindo os tipos de criaturas, porque não tem muitas descrições.  A escrita dele é bem fluente, sem problemas durante toda a leitura, é bem diferente e original. Com descrições de lugares e lutas incríveis. Uma ótima leitura de fantasia nacional.

Vale MUITO apena ler esse maravilho livro de fantasia. Ótimas aventuras compõem as páginas.

NOTA: 5/5

______________________________________

A partir de agora estarei classificando o livro (a nota) de 0 a 5.

AS SENHORAS DE SALÉM

Dirigido por Rob Zombie

Gêneros: Terror, Suspense

País: EUA, Reino Unido, Canadá

Ano: 2013

Elenco:  Sheri Moon Zombie       Dee Wallace                       Judy Geeson

              Bruce Davison               Patricia Quinn                     Meg Foster

               Ken Foree                     Maria Conchita Alonso

SINOPSE:

Na cidade de Salem, Massachusetts, vive a DJ Heidi (Sheri Moon Zombie), que trabalha em uma estação de rádio. Um dia, ela recebe uma pequena caixa de madeira, contendo um disco, um “presente dos deuses”. Enquanto ouve estes sons estranhos, Heidi começa a se lembrar do passado violento da cidade. Seria apenas um acesso de loucura, ou as bruxas dos séculos passados estariam despertando e voltando aos tempos modernos?

CRÍTICA:

A primeira coisa que tenho pra dizer é o que por que não assistir esse filme antes. Me surpreendeu demais.

Esse longa mostrou – deixou de fato claro – que o Rob Zombie não é um diretor ruim. Muito bem dirigido, cena após cena (claro, sempre tem algo errado que não caiu bem no roteiro). Mas não deixa de ser um ótimo filme!

Com uma história estranha, bizarra, sinistra, Zombie criou um dos melhores filmes sobre bruxas.

Na cidade de Salém, onde aconteceu as terríveis execuções das grandes bruxas, tem de volta alguns fantasmas do passado que não esqueceram o que aconteceu com elas. As bruxas que voltam para se vingar da cidade, são as mais brutais que já passam pela terra. E após uma locutora de rádio, chamada Heidi, ser surpreendida com um disco, que estava dentro de uma caixa de madeira, ela ao ouvir a música do disco, começa a agir de modo completamente diferente. Estranho. Bastante estranho na verdade.

O filme é bem esquadrado, bem produzido, e completamente diferente dos outros longas que o Zombie fez. Dessa vez não temos uma chuva de palavrões e muito gore. Mostra um diferencial enorme que ele teve ao criar As Senhoras de Salém.

Depois do seu “fracasso” no remake de Halloween – que eu particularmente gostei do primeiro (até demais), mas confesso que o segundo, ai sim, é uma merda. Mas enfim, acho que depois desse desse filme, Zombie conseguiu conquistar seu grande público de volta.

Apesar de ser um dos meus diretores preferidos, Rob Zombie é um dos melhores diretores do horror da atualidade.

BRONSON – RECOMENDA FILMES

Dirigido por Nicolas Winding Refn

Gêneros: Biografia, Suspense

País: Reino Unido

Ano: 2008

Elenco:  Tom Hardy            Kelly Adams

              Matt King              Hugh Ross

              James Lance

SINOPSE:

Estrelado por Tom Hardy, esse filme conta a história real de um britânico. Britânico esse, que passou muito anos sendo considerado o cara mais violento da Inglaterra. Ele decide roubar uma agência dos correiros para ficar famoso, não se importava com o dinheiro, e sim, a repercussão que o caso iria ter. É condenado a sete anos de prisão, mas acaba passando mais de trinta. Isso porque seu comportamento era bastante violento, só queria brigar, era um vicio pra ele. Não conseguia passar muito tempo sem brigar. Bronson mudou muito de prisão, os diretores das prisões não aguentava ele, por isso, ficavam mudando-o. Mas não pensem que esse filme só tem porrada, há muita atuação, principalmente do Tom. Está incrível nesse filme!

NOTA: 8

10 BACANAS POSTERS DE SÉRIES [PARTE 1] – LISTA

“A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO.” No é o que dizem?! Quando olhamos a capa de algo, e achamos muito legal, também achamos, de imediato, que o conteúdo também é. Ahh… Se fosse assim. Não estou dizendo que essas séries abaixo são ruins.  Até porque ainda não vi todas.

Apenas separei algumas das melhores capas de séries que acho bacana.

1. HEMLOCK GROVE

2. FALLING SKIES

3. SALEM

4. BLACK SAILS

5. DAMAGES

6. DOCTOR WHO

7. UNREAL

8. WILFRED

9. THE MOB DOCTOR

10. HELIX